Insônia e dor de cabeça, enxaqueca

CEFALEIA e SONO

O sono é um evento biológico fundamental para os seres vivos, é o momento de reparação das funções, descanso e preparação para um novo dia. Cada pessoa tem um tempo de sono próprio, alguns precisam de mais outros de menos horas de sono, na média 8 horas por noite. Além das horas de sono, é preciso que o sono seja reparador, que haja um equilíbrio entre as várias fases do sono, a perda da arquitetura do sono pode resultar em um sono não reparador. O problema de sono mais freqüente é a insônia, da qual vamos falar mais a fundo.

DEFINIÇÃO e TIPOS DE INSÔNIA

que é a insônia? A insônia é definida pela dificuldade de iniciar ou manter o sono. Ela pode ser apenas uma demora para pegar no sono, mas pode ser também caracterizada por vários despertares durante a noite e até mesmo dormir por um tempo, mas despertar muito cedo e não conseguir mais dormir. Usamos para estes tipos de insônia as terminologias: insônia de início, manutenção e terminal.

 

CAUSAS E FREQUÊNCIA

A insônia pode acontecer isoladamente e pode ser secundária a alguma doença ou medicamento. A insônia é freqüente em cefaleias, fibromialgia, ansiedade e depressão, ocorre com o uso excessivo de cafeína, estimulantes, e alguns remédios. Ocorre também em doenças respiratórias, da tireóide, digestivas (refluxo), cancer e falência renal. A insônia é extremamente freqüente na população geral, afetando de 30 a 50 % das pessoas ao longo da vida, isto é, em algum momento da vida cerca da metade das pessoas podem ter dificuldade em iniciar, manter ou terminar o sono. A insônia é mais comum em mulheres do que em  homens e a mais prevalente em idosos.

HIGIENE DO SONO

Um dos primeiros passos no tratamento da insônia é a otimização da higiene do sono. Vários hábitos podem dificultar o sono normal tais como:

  1. Consumo elevado de café, álcool ou cigarro antes de dormir.
  2. variação muito grande nos horários de deitar e acordar
  3. Usar a cama para outras atividades que não o sono como assistir televisão, comer,  leituras que exijam muita concentração, permanecer muito tempo na cama.
  4. Atividades físicas perto da hora de dormir.
  5. Ambiente do quarto desconfortável, colchão ruim, quarto abafado, muito iluminado, muito frio, barulhento.
  6. Evite atividades muito estimulantes intelectualmente ou emocionalmente. Pensar em problemas do passado, conflitos do dia a dia, preocupar-se com possíveis acontecimentos ruins não ajudam o cérebro a promover o sono. Evite discutir ou mesmo entrar mentalmente em estados de raiva, ansiedade e pensamentos negativos perto de dormir. Se você é religioso ou gosta de rezar, orar, fazer preces, elas podem ajudar.

 

INSÔNIA E ENXAQUECA

Cefaleias e insônia estão muito correlacionados. A insônia pode ser um dos sintomas associados da enxaqueca e por outro lado a falta de sono pode agravar a dor de cabeça. A vantagem é que a insônia e a enxaqueca podem ser tratadas com algumas opções de medicamentos com benefícios nestas duas áreas.

 

TRATAMENTOS

O tratamento da insônia envolve medidas não medicamentosas (voltadas para a higiene do sono), e medicamentosas. São usados benzodiazepínicos, hipnóticos, e antidepressivos. Quando ocorre simultaneamente insônia e dor de cabeça, deve-se utilizar medidas comuns que possam prevenir as cefaleias e ao mesmo tempo tratar a insônia. Os antidepressivos tricíclicos são boas opções, assim como a melatonina. Hipnóticos como o zolpidem não tem ação preventiva para dor de cabeça.

Este texto foi escrito e revisado pelo Dr Mario Peres em junho de 2009.

Para saber mais sobre o centro de cefaleia São Paulo, clique aqui.

Para  saber mais sobre o Dr Mario Peres, clique aqui.

Para marcar consulta ligue para 11 32855726 (centro de cefaleia são paulo) ou 11 37473309 (hospital albert einstein)

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Trackback from your site.

Comments (3)

  • emilia ferreira dos santos

    |

    tenho enxaqueca a muitos anos, já faço tratamento , faço uso de amato 25 mg e naproxeno 550 mg ., tenho isonia com frequencia , as crise 2 ou 3 vez ao mes tenho 57 anos não sei mais o que fazer ,gostaria muito de melhoras , procuro fazer tudo para não ter crise mais mesmo assim tenho obrigado

    Reply

  • rosana maria felix

    |

    ola doutor ,eu tenho 46 anos de idade. deste 7 anos de idade eu tenho uma dor de cabeça o primeiro medicamento que eu tomei foi o aspiceme de 500 mg dai para ca sempre dor nao adiantou nada tomo remedio;clonazepam2 mg;losartana50 mg clorana 25mg sertralina 100mg ;amalgesico ja tomei todos que existe .mim ajuda ;um abraço

    Reply

  • Mariana

    |

    Bom dia, gostei muito do artigo, esclareceu algumas duvidas minhas, pois tenho insônia e muita dor de cabeça, e o remedio que alivia um pouco é só o Lisador.
    Vou ter mais cuidados agora antes de dormir, sobre meu estado emocional e fisico.
    Abraços!

    Reply

Leave a comment

Para Marcar Consulta

Para Marcar consulta com Dr Mario Peres, médico neurologista, CRM-SP 86494 ligue para (011) 3285-5726 para consultas no Centro de Cefaleia ou (011) 2151-0110 para consultas no Hospital Albert Einstein, sala 110.

Redes Sociais

Conheça também o portal Dor de Cabeça.net

Na mídia

Jornal da Tarde O Estado de São Paulo Folha de S.Paulo Radio Câmara Veja GAZETA Band TV BRASIL REDE GLOBO CBN RECORD Globo News Viva Saúde