Meningite e Dor de Cabeça

O QUE É MENINGITE?

Meningite é uma inflamação das meninges.

A meninge é um tecido, uma membrana que envolve todo o sistema nervoso central, encéfalo (cérebro e tronco cerebral) e medula espinhal.

A meningite pode ser por algum agente infeccioso, bactérias, virus (meningite viral), fungos. A meningite pode ser por outras causas não infecciosas como medicamentos, doenças inflamatórias, neoplasias (cancer).

A meningite bacteriana é a mais perigosa, pois pode evoluir para a septicemia, que é uma infecção generalizada e causar graves sequelas até a morte. A meningite mais comum é a viral, a meningite viral é mais benigna, muitas vezes passa sem ser diagnosticada. O principal sintoma da meningite é a dor de cabeça, uma cefaleia forte, aguda, diferente das dores de cabeça habituais. Outros sintomas da meningite são a rigidez de nuca, pescoço rígido, nauseas, enjoo intenso, vomitos.

INCIDENCIA E TAXAS DA MENINGITE

Estima-se que 3.500 casos de meningite bacteriana e septicemia ocorram no Reino Unido todo ano. O Brasil entre 2003 e 2005 foram registrados 2400 casos de meningitis na região metropolitana de Goiania. Em 2006 morreram mais de 2.500 pessoas por causa da meningite, A meningite pode ser fatal, principalmente se for de origem bacteriana, especialmente a meningite menigocócica (causada pelo meningococo, uma bactéria com 3 sorotipos – A, B e C). Por isso a meningite no Brasil e em vários países é uma doença de notificação compulsória.

Algumas epidemias de meningite já assolaram o Brasil. Na década de 1970 a meningite meningocócica uma epidemia causada por vírus A e C com foco em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, quase foi suficiente para serem cancelados os jogos pan-americanos de 1975. Na década de 80 epidemias causadas pelo meningoco do grupo B ocorreram.

SINTOMAS DA MENINGITE

O principal sintoma da meningite, qualquer que seja a causa é a dor de cabeça, a cefaleia. Uma cefaleia forte, de instalação aguda, diferente das dores de cabeça habituais. Normalmente a pessoa pode ter dores de cabeça de outra característica, quando apresentam um quadro de meningite podem ter uma cefaleia completamente distinta. Não há uma dor específica de meningite, ela pode ocorrer em qualquer lugar da cabeça, pode ser na frente, na região cervical, nuca, afetar os olhos, latejar. Se a meningite for grave, a dor serátambém mais forte, mas quadros de meningite viral podem aprestar dor de cabeça menos intensa, mais continua. O início do quadro é agudo, de um dia para outro a dor de cabeça começa e fica por vários dias, muitas vezes pode se passar desapercebida, e não ser diagnosticada comom uma meningite, estes quadros são geralmente de meningites virais. Outros sintomas da meningite são a rigidez de nuca, pescoço rígido, nauseas, enjoo intenso, vomitos.

A meningite viral pode apresentar-se com febre, mal estar, dores no corpo, fadiga, cansaço, fraqueza generalizada. São muito freqüentes náuseas e vômitos. As meningitis bacterianas podem apresentar estes mesmos sintomas mas mais graves, intensos. A meningite viral pode não cursar com febre necessariamente, já a meningite bacteriana dificilmente aparece sem febre (temperatura acima dos 37,8 graus).

A maior parte das pessoas com meningite desenvolve os sinais meníngeos, ou meningoradicular, que são identificados quando existe a rigidez de nuca. Como as meninges recobrem todo o sistema nervoso incluindo a medula espinhal, em toda a coluna, as raeizes nervosas ficam afetadas, tanto da cervical, pescoço, quanto da lombar, a dor pode aparecer nestas regiões, limitando até a movimentação, porisso que a pessoa não consegue encostar o queixo no peito, e o medico quando tenta flexionar o pescoço do paciente sente uma resistencia grande. Outro sinal radicular é a dor lombar e pernas quando se tenta elevar as pernas com o paciente deitado. Este movimento estira as meninges inflamadas causando dor.

Manchas na pele vermelhas,do tipo petéquias como a figura ao lado, podem ser sinal de meningococcemia, pode se fazer o teste de colocar um copo de vidro, se a mancha permanecer ao ser pressionada, pode ser um sinal de meningoccemia, deve-se procurar um hospital imediatamente

MINHA DOR DE CABEÇA PODE SER DA MENINGITE?

A dor de cabeça da meningite costuma ser diferente da dor antiga, habitual do paciente. Raramente uma meningite crônica, de evolução muito prolongada pode ser identificada. A meningite aguda, viral, bacteriana, por fungos, protozoarios e helmintos (vermes) tem uma instalação aguda, ou seja, começa de um dia para o outro, fica continua, oscila na intensidade, mas dificilmente ficara dias sem aparecer, o que é típico na enxaqueca. Geralmente bem mais forte e incapacitante que a dor habitual. A presença de outros sintomas como nausea, vomitos, enjoos muito fortes, presença de febre, fraqueza, mal estar geral, dor no corpo, rigidez de nuca ou outros sinais radiculares indica a suspeita da meningite, que vai ser confirmada com o exame do líquor.

CAUSAS DA MENINGITE

As causas da meningite são tanto infecciosas, viral, bacteriana, fungos, protozoários, helmintos. A meningite pode ser tambem de causa não infecciosa. Medicamentos, remedies, doenças inflamatórias.

MENINGITE VIRAL

Os vírus que com maior freqüência causam meningite são os enterovírus como os vírus Echo, Coxsackie, poliovírus e enterovírus de 68 ao 71 que causam mais de três quartos dos casos; outros vírus podem causar meningite são arbovírus, herpes 1 e 2, HIV (em fase aguda), caxumba e vírus da coriomeningite linfocitária.

MENINGITE BACTERIANA

A meningite bacteriana é muito mais grave que a meningite viral, pode ser até fatal, ou causar sequelas importantes.

As bactérias que mais causam meningite são os Streptococos pneumoniae (pneumococos), Haemophilus influenzae (hemófilos) ou Neisseria meningitidis (meningococos). Os hemófilos causam meningite principalmente nas crianças, mas hoje em dia, há vacinas disponíveis na rede pública o que fez cair drasticamente a incidencia. Os meningocos causam a doença menigocócia, que pode evoulir a septicemia.

OUTRAS CAUSAS DE MENINGITE INFECCIOSA (FUNGOS, PROTOZOARIOS, TUBERCULOSE E HELMINTOS)

As meningites podem outras causas infecciosas que não a viral ou bacteriana. A meningite pode ser por fungos, como o criptococos (Cryptococcus neoformans) ou a candida (candida albicans). A meningite fungica ocorre quando o sistema imune está debilitado, em casos de AIDS, terapia com imunossupressores ou cancer. A meningite por criptococos é a meningite por fungos mais comum, é uma das infecções oportunistas que ocorrem na AIDS. A meningite fúngica pode ser crônica, difícil de diagnóstico e tratamento.

A menigite por tuberculose ocorre quando há tuberculose disseminada, quando o sistema imune está afetado por outras doenças e por imunossupressores. Costuma afetar os nervos cranianos, aparecendo paresias oculares, estrabismo, visão dupla, alteração dos movimentos da face, mastigação, deglutição.

A meningite pode ser causada por protozoários como a ameba e por helmintos como no Brasil o caso da neurocisticercose, uma infecção pela forma da larva da Taenia Solium. Ocorre pela ingesta de agua ou alimentos (verdures) contaminados por ovos da Taenia, o cisticerco.

MENIGITES NÃO INFECCIOSAS

Uma série de causas não infecciosas da meningite são possíveis. A meningite asséptica, assim chamada, pode ser por medicamentos, por doenças inflamatórias, por reações a substâncias injetadas no líquido cefalorraquidiano e pela invasão deste mesmo líquido e meninges por diversos tipos de câncer.

MENINGITE MEDICAMENTOSA

Os remédios que causam meningite são: carbamazepina (Tegretol), co-trimoxazole (Bactrim), antiinflamatorios como ibuprofeno e naproxeno, levamisole, metronidazole (Flagyl), imunoglobulina, e as vacinas de rubeola e caxumba.

MENINGITE CARCINOMATOSA

Quando neoplasias atingem o sistema nervoso central elas podem se manifestar com meningite. A meningite carcinomatosa pode ser por tumores sólidos como melanoma, cancer de pulmão, mama, de tubo digestivo e por neoplasia hematológica como leucemias e linfomas.

MENINGITE INFLAMATÓRIA

Meningites podem ser causadas por doenças inflamatórias como vasculites, lupus, doença de behçet, esclerose múltiplas, doenças cerebrovasculares.

DIAGNÓSTICO DA MENINGITE

O diagnóstico da meningite é feito primeiramente com a suspeita clínica, com o aparecimento da dor de cabeça, normalmente uma cefaleia aguda, forte, pode ser cronica também quando a meningite for cronica. Outros sintomas da meningote como febre, cansaço, fadiga, mal estar geral, dor no corpo, rigidez de nuca também levantam a suspeita.

O diagnóstico só poderá ser confirmado se for realizada uma punção lombar para a coleta e análise do líquido cefalorraquidiano, quando um aumento de células confirmará a meningite, além do possível aumento de proteínas, redução da glicose em casos mais graves, presença de células cancerosas, fungos ou outros agentes.

Reações imunológicas podem ser feitas no exame do líquido cefalorraquidiano para se testar a presença de bactérias, virus, fungos, ou outras causas.

TRATAMENTO DA MENINGITE

O tratamento da meningite depende da sua manifestação e da sua causa. Se for uma meningite asséptica por algum medicamento o tratamento pode ser simplesmente a retirada do medicamento.

O tratamento da meningite bacteriana deve ser feito com antibióticos, introduzidos prontamente, devendo ser escolhido o antibiótico na dependencia do agente etioóligo isolado. No caso do meningococo, quando ocorre a meningoccemia, a septicemia, infecção generalizada, se não for iniciado o tratamento rapidamente o quadro pode evoluir e ser fatal. PORTANTO SE VOCE APRESENTAR DOR DE CABEÇA AGUDA, FEBRE, RIGIDEZ DE NUCA E MANCHAS VERMELHAS.

Meningite por herpes pode ser tratada com antiviral específico, assim como na meningite por tuberculose, protozoários, fungos, helmintos.

A meningite pode ser previnida com vacinas, existem vacinas para meningite por meningococo tipo C, A, W e Y, hemophilus influenza B, e pneumococo

Comentários (14)

  • Suzana Matoski

    |

    Estou tratando uma mastoidite com 28 injeções de ceftriaxona, das quais já tomei 12.nos últimos três dias tenho acordado com fortes dores de cabeça na região da nuca.O que devo fazer?

    Responder

  • Angélica

    |

    Olá, boa noite! Sexta-feira (05/04/13) tive uma dor de cabeça repentina e extremamente forte, não era uma dor comum, era tão forte que eu chegava à chorar junto com febre de 39ºC, fui ao médico e falou que era uma infecção por vírus, mas já se passaram 3 dias e a dor continua junto com uma tontura e moleza. Pode ser meningite? O que devo fazer? Já procurei 2 vezes um médico e ele não me dão um diagnóstico concreto.

    Responder

Deixe um comentário

Para Marcar Consulta

Para Marcar consulta com Dr Mario Peres, médico neurologista, CRM-SP 86494 ligue para (011) 3285-5726 para consultas no Centro de Cefaleia ou (011) 2151-0110 para consultas no Hospital Albert Einstein, sala 110.

Redes Sociais

Conheça também o portal Dor de Cabeça.net

Na mídia

Jornal da Tarde O Estado de São Paulo Folha de S.Paulo Radio Câmara Veja GAZETA Band TV BRASIL REDE GLOBO CBN RECORD Globo News Viva Saúde