Insônia: causas e tratamento

Insônia: causas e tratamento

Dr Mario Peres, médico neurologista, escreve sobre insônia, causas e tratamentos para insônia.

Insônia é um problema que pode afetar a maioria dos adultos insônia. Cerca de 30% -50% da população em geral podem apresentar insônia na vida, e 10% têm insônia crônica. A insônia pode ser um sintoma, um diagnóstico independente ou uma doença pode gerar insônia. A insônia é a dificuldade em iniciar ou manter o sono, ou ambos, ou a percepção de sono de má qualidade.

Insónia pode ser devido à qualidade inadequada ou a quantidade de sono. A insônia não é definida por um número específico de horas de sono que se obtém, uma vez que indivíduos variam muito em suas necessidades de sono. Embora a maioria de nós sabe que a insônia é e como nos sentimos e executar depois de uma ou mais noites sem dormir, poucos procuram orientação médica. Muitas pessoas desconhecem os tratamentos para insônia, os remédios para insônia disponíveis. A insónia é geralmente classificada com base na duração do problema. Nem todos concordam em uma definição, mas em geral: os sintomas duram menos de uma semana são classificados como insônia transitória, sintomas entre uma a três semanas são classificados como de curto prazo, insônia e os mais de três semanas são classificados como insônia crônica.

Embora possa ocorrer insônia em qualquer faixa de vida, ela aparece conforme o passar das décadas de vida, é mais comum na mulher, em fases de sobrecarga, estresse, em momentos de depressão e/ou ansiedade, preocupação.

CAUSAS DA INSÔNIA

Algumas causas podem gerar a insônia:

Mudança de fuso horário, trabalho por turnos, barulho excessivo ou desagradável, temperatura ambiente desconfortável (muito quente ou muito frio), situações estressantes de vida (preparação para exames, perda de um ente querido, desemprego, divórcio ou separação), presença de uma doença aguda médica ou cirúrgica ou hospitalização, retirada de medicamentos de drogas, álcool, sedativos, ou de estimulantes, sintomas físicos (dor, febre, problemas respiratórios, congestão nasal, tosse, diarreia, etc) também podem causar alguém a ter insônia. Controlar esses sintomas e suas causas subjacentes podem levar a resolução de insônia.

Causas psicológicas da insônia

Os problemas psicológicos mais comuns que podem levar à insônia incluem: ansiedade, depressão, stress (mental, emocional, etc, situacional), esquizofrenia, mania (transtorno bipolar).

Insónia pode ser um indicador de depressão. Muitas pessoas tem insônia durante as fases agudas de uma doença mental. Como mencionado anteriormente, a depressão ea ansiedade estão fortemente associados com a insônia. De todas as outras causas secundárias médicas e psicológicas de insônia, ansiedade e depressão são as mais comuns.

Causas fisiológicas de insônia

Causas fisiológicas da insônia podem ser as perturbações do ritmo circadiano (perturbação do relógio biológico), e a uma variedade de condições médicas: Síndromes de dor crônica, Síndrome da fadiga crônica, insuficiência cardíaca congestiva, Angina noturna (dor no peito) de doença cardíaca, Doença de refluxo gástrico (DRGE), Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma noturna (asma com sintomas respiratórios noturnos), Apneia obstrutiva do sono, Doenças degenerativas, como a doença de Parkinson e doença de Alzheimer (Muitas vezes a insônia é o fator decisivo para a colocação em uma casa de repouso.), Tumores cerebrais, derrames ou traumatismo craniano.

Mulheres grávidas, Mulheres na menopausa, pessoas utilizando certos medicamentos como os para asma, antidepressivos, remédios para pressão arterial, estimulantes, cafeína e nicotina fazem parte de grupo de risco para insônia.

A insônia pode também gerar sintomas pela privação de sono, e estar associada a dores de cabeça, dores no corpo, falta de concentração, irritabilidade, depressão.

TRATAMENTO DA INSÔNIA

A insônia pode ser tratada com remédios e também sem remédios, com orientações e até remédios caseiros.

Tratar a insônia sem remédio pode funcionar para insônias mais leves, mas mesmo nas insônias crônicas, insonias fortes, alguma estratégia não medicamentosa deve ser incorporada no tratamento.

higiene do sono

A higiene do sono é um dos componentes da terapia comportamental para insônia. Vários passos simples podem ser tomados para melhorar a qualidade e quantidade de sono do paciente. Essas etapas incluem:

Dormir tanto quanto você precisa para se sentir descansado, não dormir demais. Exercite-se regularmente pelo menos 20 minutos por dia, o ideal é de 4-5 horas antes da hora de dormir. Evite forçar-se a dormir. Manter um horário regular de sono e despertar. Não beba bebidas com cafeína até a tarde (chá, café, refrigerantes etc). Não fumar, especialmente à noite. Não vá para a cama com fome. Ajuste o ambiente na sala (luzes, temperatura, ruído, etc). Não vá para a cama com as suas preocupações, tentar resolvê-los antes de ir para a cama.

Alcool deve ser evitado! As pessoas muitas vezes usam o álcool para ajudar a induzir o sono, como uma bebida. No entanto, é uma escolha pobre. O álcool está associada com a interrupção do sono e cria uma sensação de sono não refrescado de manhã.

Terapia de Relaxamento

Terapia de relaxamento envolve medidas como meditação e relaxamento muscular ou diminuindo as luzes e ouvir música calma antes de ir para a cama.

Controle de estímulos

Terapia de controle de estímulo também consiste de alguns passos simples que podem ajudar pacientes com insônia crônica.

Ir para a cama quando sentir sono. Não assistir TV, ler, comer, ou preocupar-se na cama. Sua cama deve ser usada apenas para dormir e atividade sexual. Se você não dormir 30 minutos depois de ir para a cama, levantar-se e ir para outro quarto e retomar suas técnicas de relaxamento. Defina o seu despertador para acordar a uma determinada hora cada manhã, mesmo nos fins de semana. Não dormir demais. Evite tomar longos cochilos durante o dia.

REMÉDIOS PARA INSÔNIA

Existem vários medicamentos para o tratamento da insônia. Desde de benzodiazepînicos como lorax (lorazepan), lexotan (bromazepan), valium (diazepan), rivotril (clonazepan), frontal, apraz (alprazolam), dormonid (midazolam). Também antidepressivos como a amitriptilina, nortriptilina, trazodona, mirtazapina (remeron, razapina, menelat), agomelatina (valdoxan). Anti-histamínicos, melatonina, valeriana são outras alternativas para o tratamento medicamentoso da insônia.

Atenção! Não se auto-medique! Procure um médico para diagnosticar e tratar adequadamente a sua insônia

Para marcar consulta com Dr Mario Peres, médico neurologista ligue para (11) 3285-5726 (consultório nos jardins) ou no (11) 2151-0110 (hospital albert einstein)

insonia, insonia remédio, insonia tratamento, insônia, remédio insonia, remédio insonia leve, remédio insonia forte, insonia cronica, insonia tratamento natural, medicamento para insonia, insonia o que fazer, especialista insonia, especialista tratamento insonia

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Trackback from your site.

Comments (8)

  • Rosa

    |

    Ok,gostei da dica para um bom sono.

    Reply

  • geraldo murilo

    |

    tenho inconia mais de um ano o que devo fazer?

    Reply

    • admin

      |

      Olá, por favor, entre em contato para marcar uma consulta ou procure um médico que possa te acompanhar para dar as devidas orientações e tratamento.

      Obrigado
      Equipe Portal Cefaleias.com.br

      Reply

  • geraldo murilo

    |

    tenho inconia cronica e quero saber a cura com remedios naturais. murilo de montes claros MG.

    Reply

  • geraldo murilo

    |

    tenho inçonia cronica e qual especialista devo procurar murilo d montes clarosmg

    Reply

  • Vera Boiko

    |

    Muito elucidativo o seu artigo. Eu tenho insônia porque sou fibromiálgica, eu durmo rápido porém acordo em geral 4 horas após devido às dores.
    Eu tomo miorrelaxante como o cloridrato de ciclobenzaprina, ajuda a dormir logo e gosto de tomar o antihistamínico prometazina 20 mg que potencializa os analgésicos além de atuar como sedativo. Com a associação da prometazina com a ciclobenzaprina, consigo dormir bem e em torno de 8 horas.

    Reply

    • adriana

      |

      companheira Vera!

      tbm sou fibromialgica e sofro muito com insonia e dificuldade de descansar so durmo um pouco melhor quando tomo ciclobenzaprina mas tenho medo do uso contínuo como vc toma e quanto tempo e se seu medico lhe falou sobre efeitos colaterais se puder me ajudar agradeço

      Reply

  • ANDREIA BAIXO LEAL

    |

    OLA EU TENHO DEPRESSAO TOMO PAROXETINA DE MANHA DE 25 E VALDOXAN A NOITE 25 TAMBEM MAS NAO TENHO SONO TO SEMPRE TONTA CANSADA DESANIMADA JA TA CRONICA MINHA INSONIA SERA Q SO O VALDOXAN NAO SERIA MELHOR?

    Reply

Leave a comment

Para Marcar Consulta

Para Marcar consulta com Dr Mario Peres, médico neurologista, CRM-SP 86494 ligue para (011) 3285-5726 para consultas no Centro de Cefaleia ou (011) 2151-0110 para consultas no Hospital Albert Einstein, sala 110.

Redes Sociais

Conheça também o portal Dor de Cabeça.net

Na mídia

Jornal da Tarde O Estado de São Paulo Folha de S.Paulo Radio Câmara Veja GAZETA Band TV BRASIL REDE GLOBO CBN RECORD Globo News Viva Saúde