Remédios na gravidez

Medicamento e risco na gravidez

A tomada de medicamentos por mulheres grávidas ou que amamentam deve ser evitada, mas existe uma escala oficial que classifica os medicamentos mediante o risco que representa para o bebê.

Esta classificação é internacional e foi normatizada pelo departamento americano para adminitração dos medicamentos (FDA, Food and Drug administration). É informação obrigatória que deve constar na ficha técnica de todos os remédios.

Estes riscos são classificados em cinco categorias : A, B, C, D, e X, que indicam a gravidade ou severidade do risco que o medicamento representa para o bebê.

Risco A – Não há evidência de risco em mulheres. Estudos bem controlados não revelam problemas no primeiro trimestre de gravidez e não há evidências de problemas nos segundo e terceiro trimestres.

Risco B – Não há estudos adequados em mulheres. Em experiência em animais não foram encontrados riscos.

Risco C – Não há estudos adequados em mulheres. Em experiências animais ocorreram alguns efeitos colaterais no
feto, mas o benefício do produto pode justificar o risco potencial durante a gravidez.

Risco D – Há evidências de risco em fetos humanos. Só usar se o benefício justificar o risco potencial. Em situação de risco de vida ou em caso de doenças graves para as quais não se possa utilizar drogas mais seguras, ou se estas drogas não forem eficazes.

Risco X – Estudos revelaram anormalidades no feto ou evidências de risco para o feto. Os riscos durante a gravidez são superiores aos potenciais benefícios. Não usar em hipótese alguma durante a gravidez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.