Espasmo hemifacial

O espasmo hemifacial é uma mioclonia segmentar da face, que acomete os músculos inervados pelo nervo facial ipsilateral, ou seja, do mesmo lado. Ocorre em adultos e é mais freqüente em mulheres. Pode estar associado a uma compressão vascular do nervo facial em sua emergência, no tronco cerebral.

O tratamento de primeira escolha é feito com injeções de toxina botulínica A, com bons resultados. Outros medicamentos podem ser usados como adjuvantes.

Para acessar o artigo, clique a seguir: Espasmo hemifacial

Palavras-chave: espasmo hemifacial, compressão vascular, toxina botulínica, botox, pregabalina, lyrica, zonisamida, carbamazepina, topiramato.

One Reply to “Espasmo hemifacial”

  1. Eu estou acometida desse mal (espasmo) já faz uns 4 anos. E tenho me preocupado muito por não encontrar meios de ficar boa. Causa um mal estar muito grande e fico bastante preocupada com tamanho problema de saúde que me acometeu . Já fiz uma vez o botox , mas, não gostei e não quis repetir . Não tem efeito 100% e me causou ptose na época. Não existe coisa mais desagradável do que ver o olho miúdo e a pálpebra baixa impedindo sua visa, já comprometida quando dá o espasmo. Não quis mais tomar….remédio ,ainda não tomei…finalmente ,não sei por que me apareceu esse problema desagradável . Gosto de ler a respeito com intenção de encontrar um jeito de ficar boa, mas, até agora não encontrei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.