Amitriptilina para tratamento da enxaqueca

Amitriptilina, nome farmacológico do Tryptanol, Amytril, é usado no tratamento preventivo da enxaqueca. É uma das medicações mais consagradas no tratamento da enxaqueca em nosso meio, é utilizada na dose de 25 mg, podendo ser iniciada com doses menores, dependendo de cada paciente, com o tempo pode ser aumentada a dose.

Conheça mais sobre o remédio, CUIDADO AO LER A BULA DO REMÉDIO, OU INFORMAÇÕES SOBRE ELE, efeitos colaterais descritos não são obrigatórios no tratamento, são possibilidades, cada efeito colateral tem uma porcentagem de ocorrência, pode ser muito baixa, ou muito alta.

REMÉDIOS COM AMITRIPTILINA EM SUA COMPOSIÇÃO

  • Amitriptilina
  • Amytril
  • Limbitrol
  • Protanol
  • Tilina
  • Tripsol
  • Tryptanol
  • NOMES COMERCIAIS DA AMITRIPTILINA NO MUNDO

  • Adepril – Itália
  • ADT – Portugal
  • Amineurin – Alemanha
  • Amioxid – Alemanha
  • Amitrip – Nova Zelândia
  • Amytril (Cristália) – Brasil
  • Anapsique – México
  • Cloridrato de Amitriptilina – Brasil
  • Deprelio – Espanha
  • Elatrol – Israel
  • Elatrolet – Israel
  • Elavil – Canadá, França, Inglaterra
  • Endep – Austrália, Malásia
  • Equilibrin – Alemanha
  • Klotriptyl – Finlândia
  • Laroxyl – França, Itália
  • Lentizol – Irlanda
  • Maxivalet – Grécia
  • Novoprotect – Alemanha
  • Polytanol – Tailândia
  • Protanol – Brasil – não é mais comercializado
  • Redomex – Bélgica
  • Saroten – Áustria, Dinamarca, Finlândia, França, Grécia, Suécia, Suíça
  • Sarotena – Índia
  • Sarotex – Noruega, Países Baixos
  • Stelminal – Grécia
  • Syneudon – Alemanha
  • Teperin – Hungria
  • Trepiline – África do Sul
  • Tripsol – Brasil – não é mais comercializado
  • Tripsyline – Tailândia
  • Tripta – Malásia, Singapura, Tailândia
  • Triptyl – Finlândia
  • Triptyline – Tailândia
  • Tryptal – Israel
  • Tryptanol (MSD)- África do Sul, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Hong Kong, Malásia, México, Nova Zelândia, Tailândia
  • Tryptizol – Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Noruega, Países Baixos, Portugal, Suécia, Suíça
  • Tryptomer – Índia
  • Uxen – Argentina
  • cloridrato de amitriptilina:
  • Comprimido 25 mg: TRYPTANOL, AMYTRIL, ou GENÉRICO
  • Comprimido 75 mg: TRYPTANOL, AMYTRIL, ou GENÉRICO
  • CLASSE

    Amitriptilina é da classe dos antidepressivos (cloridrato de amitriptilina; antidepressivo tricíclico; amina terciária).

    INDICAÇÕES DA AMITRIPTILINA

    COMO FUNCIONA A AMITRIPTILINA?

    A amitriptilina aumenta as concentrações sinápticas de norepinefrina e/ou serotonina no sistema nervoso central; a longo prazo parece haver também maior resposta aos estímulos adrenérgicos e serotoninérgicos. Apresenta efeitos anticolinérgicos e sedativos altos. Absorção: gastrintestinal, boa e rápida. Biotransformação: no fígado. Início da ação: 2 a 3 semanas. Eliminação: urina (como metabólito).

    AMITRIPTILINA – DOSES

    USO ORAL

    • com alimento, para reduzir irritação gastrintestinal.

    Adultos

    Depressão

    Iniciar com 25 mg, 2 a 4 vezes por dia; ajustar a dose de acordo com a resposta clínica.

    Limite de dose – adultos (em casa): 150 mg por dia; adultos (hospitalizados): 300 mg por dia; idosos: 100 mg por dia

    Dores / cefaléias

    Inicia-se com 12,5 ou 25 mg, aumento progressivo conforme a necessidade

    Adolescentes

    Depressão:

    Iniciar com 10 mg, 3 vezes durante o dia e 20 mg à noite (ao deitar); ajustar a dose de acordo com a resposta clínica até um máximo de 100 mg por dia, em doses divididas ou em dose única à noite (ao deitar).

    Idosos

    Iniciar com doses menores e promover aumentos mais graduais das doses, para evitar toxicidade.

    CUIDADOS ESPECIAIS COM AMITRIPTILINA

    (em negrito: os itens mais importantes ou as reações mais comuns)

    Risco na gravidez:

    Classe D

    Amamentação:

    A amitriptilina é excretada no leite; não amamentar.

    CONTRA-INDICAÇÕES DA AMITRIPTILINA

    Durante o período de recuperação aguda após infarto do miocárdio; pacientes em tratamento com IMAO (inibidor da monoamina-oxidase), incluindo furazolidona, procarbazina e selegilina (aguardar pelo menos 14 dias de intervalo entre antidepressivo tricíclico e IMAO).

    AVALIAR RISCOS X BENEFÍCIOS DA AMITRIPTILINA

    Alcoolismo ativo (depressão do sistema nervoso central pode ser potencializada); Glaucoma – aumento da pressão intraocular (pode agravar); diminuição da função do fígado (metabolismo pode alterar); diminuição da função renal (excreção pode alterar); doença bipolar (maníaco-depressiva) (pode acelerar alternância de fases); doença cardiovascular (eventual aparecimento de arritmias, bloqueio cardíaco); doença gastrintestinal (pode agravar obstipação intestinal); doenças convulsivas (limiar para convulsões pode diminuir); esquizofrenia (pode agravar a psicose); glaucoma de ângulo fechado (pode agravar); hipertireoidismo (risco de toxicidade cardiovascular); hipertrofia prostática (risco de retenção urinária); retenção urinária (pode agravar); sensibilidade a antidepressivos tricíclicos, carbamazepina, maprotilina ou trazodona (pode haver reação cruzada de sensibilidade).

    REAÇÕES ADVERSAS DA AMITRIPTILINA

    Efeitos anticolinérgicos (boca seca; visão borrada; constipação intestinal); fraqueza; queda de pressão ao se levantar; sonolência; fadiga.

    OUTRAS CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES:

  • não ingerir bebida alcoólica.
  • cuidado ao dirigir ou executar tarefas que exijam atenção.
  • pacientes com tendência suicida não devem ter acesso a grandes quantidades do medicamento e devem iniciar tratamento preferentemente em hospital.
  • para a secura da boca, mascar chicletes ou gomas sem açúcar.
  • não suspender a medicação sem avisar o médico; pode ser necessário retirada gradual.
  • cuidado com cirurgias (risco de sangramento), inclusive nos procedimentos odontológicos de emergência; se possível descontinuar o uso do produto dias antes de procedimentos cirúrgicos.
  • levantar devagar, quando estiver sentado ou deitado. Evitar mudanças bruscas de posição.
  • evitar exposição ao sol e aos raios ultravioleta; evitar bronzeamento artificial. Usar roupas que protejam bem a pele, além de cremes protetores.
  • ingerir alimentos ricos em fibras e ingerir grande quantidade de líquidos.
  • os efeitos da amitriptilina permanecem durante aproximadamente 7 dias, mesmo após a descontinuação do produto.
  • paciente pode necessitar de maior quantidade de vitamina B2 (riboflavina).
  • checar periodicamente: pressão arterial; freqüência do pulso; contagem sangüínea; pressão intraocular; testes de função do fígado e dos rins; função cardíaca (eletrocardiograma pode ser necessário em idosos, crianças, pacientes com doença cardíaca ou recebendo antiarrítmicos); dentes (pelo menos 2 vezes por ano); concentração do produto (pode ser necessário para acertos clínicos ou em pacientes com reações adversas).
  • ASSOCIAÇÕES

    LIMBITROL

    Antidepressivo;- depressão;- cápsula (cloridrato de amitriptilina 12,5 mg + clordiazepóxido 5 mg). Valeant.

    Este texto foi escrito pelo Dr Mario Peres, médico neurologista, doutorado pela UNIFESP e pós-doutorado na Filadélfia, Estados Unidos. Autor do livro Dor de cabeça: O que ela quer com você?.

    NÃO SE AUTO MEDIQUE! PROCURE UM NEUROLOGISTA PARA ESCOLHER O MELHOR TRATAMENTO PARA SUA ENXAQUECA. Para mais informações sobre o centro de cefaleia clique em http://cefaleias.com.br/clinica

    Para marcar uma consulta ligue para 11 3285-5726 (Centro de Cefaleia São Paulo) ou 11 2151-0110 (Hospital Albert Einstein).

    Palavras-chave: depressão, dores crônicas, dor neuropática, prevenção de cefaléias primárias, cefaléia do tipo tensional, enxaqueca mental.

    Tags: , , , , , , , , , ,

    Trackback from your site.

    Comments (118)

    • girlei

      |

      porque cloridrato de nortriptilina seca a boca

      Reply

    • janete

      |

      boa,noite! estou tomando amtripilina a 4meses e engordei 9 quilos ,o neuro aumentou a dose do medicamento para contrlar a enxaque.

      Reply

    • Maria Luiza Bonanni

      |

      Comecei a tomar este remédio para dormir.Só dormia com 2 comprimidos de 25mg. Pela manhã sentia que estava com perturbação mental,boca seca e dormência na boca toda,inclusive na língua. Sentia como se estivesse drogada. Tive dor de cabeça ao invés de alívio. Não pretendo tomar mais.Eu me senti muito mal.

      Reply

    • raquel campos da silva

      |

      Boa noite , minha mãe tem doença de parkison , não tem feito uso de medicamento para o parkson atualmente, o medico cardiologista receitou o amytril 10mg para combater a sua ansiedade, porém é possui incontinência urinária, e tem estado com inchações severas e constantes nos membros inferiores e retendo mas urina, e lendo a bulA OBSERVEI CONTRA INDICAÇÕES RENAIS, embora tem se dado bem, creio que pode estar prejudicando seus rins causando inchaços constantes,aguardo o esclarecimento desta dúvida, obrigado.

      Reply

    • ilena rodrigues

      |

      amitripitilina engorda? tomo fluoxetina o meu médico foi embora para outra cidade, consultei com outro ele me mandou trocar a medicação para amitripitilina tenho medo de passar por tudo de novo,sintomas horríveis, ansiedade,etc. o que eu faço?

      Reply

    • ilda

      |

      fui quase louca de dor de cabeça hontem 21 11 2012 para o pronto socorro.o medico mim receitou este medicamento ,tomei foi muito bom,vou fazer tratamento com ele

      Reply

    • daniele crespo

      |

      Tenho sindrome do panico,ninguem me entende axa q o q vivo eh normal comecei o tratamento a cinco meses e estou lutando contra mim mesma mais Deus me fara vencedora ja troquei de medicamento agora estou usando pamelor e amytril pois o ortopedista passou pois fko mto tensa e sinto mtas dores musculares gente quem ja teve sindrome do panico e ficou curada por favor me envia email obrigada Dany

      Reply

    • Delcilene da Conceição

      |

      Já fui usuária de Amitriptilina por uns 3 anos, mas não tive melhora da Enxaqueca e ele não me dá sono.Faço uso da Sertralina de 50mg ( Duas vezes ao dia ). A mais ou menos uns 3 anos atrás que havia parado, pois tomei Sertralina por uns 6 anos. Agora a psiquiatra ( outra) mandou eu voltar a usa-lo, me sito bem menos ansiosa e o medo dá uma escondidinha, isso me deixa mto feliz.. Tem 2 meses de uso, porém tenho tido dores de cabeça com mta frequencia. Dr. Mario Peres, tem algum problema associar a Sertralina com Amitriptilina ? Tb sofro com Sídrome do Túnel do Carpo Bilateral. Me envie uma resposta por favor, assim que tiver chance. Mto obrigada, desde já.

      Reply

    • tenho cefaleia cronica tomo cloridrato de amitriptilina sinto que causa panico de medo.Sera possível ?

      |

      gostaria de receber mensagem sobre a dúvida solicitada.

      Reply

      • admin

        |

        Olá, por favor, entre em contato para marcar uma consulta ou procure um médico que possa te acompanhar para dar as devidas orientações e tratamento.

        Obrigado
        Equipe Portal Cefaleias.com.br

        Reply

    • Ana

      |

      Estou com indicação para esse medicamento (Amitripitilina), mas como meu organismo já não aceitou bem a fluoxetina, tenho recio de tomar outro anti-depressivo. Entretanto, estou enfrentando crises agudas de dor de abeça (diagnosticadas clinicamente como enxaqueca) razão a qual me foi prescrito. Essa enxaqueca esta desenvolvendo pâncio. Tenho medo de ficar sozinha, medo de morrer, sair na rua. Preciso tomar coragem e iniciar o tratamento com amitriptilina, parar de pensar nos efeitos colaterais.

      Me ajudem.

      Obrigada,

      Ana.

      Reply

    Leave a comment

    Para Marcar Consulta

    Para Marcar consulta com Dr Mario Peres, médico neurologista, CRM-SP 86494 ligue para (011) 3285-5726 para consultas no Centro de Cefaleia ou (011) 2151-0110 para consultas no Hospital Albert Einstein, sala 110.

    Redes Sociais

    Conheça também o portal Dor de Cabeça.net

    Na mídia

    Jornal da Tarde O Estado de São Paulo Folha de S.Paulo Radio Câmara Veja GAZETA Band TV BRASIL REDE GLOBO CBN RECORD Globo News Viva Saúde