A Falta da Deserila (metisergida)

Dr Mario Peres, médico neurologista, escreve sobre a falta da metisergida no Brasil

A Metisergida é uma das medicações mais antigas usadas no tratamento da enxaqueca e da cefaleia em salvas, vendida no Brasil com o nome de Deserila pelo laboratório Novartis, não pode mais ser encontrada nas farmácias, e nem ser manipulada.

A deserila, metisergida foi descoberta em 1960, quando revolucionou o tratamento da enxaqueca e também o tratamento da cefaleia em salvas. Mesmo sendo um remédio antigo, a deserila é uma das opções para o tratamento das cefaleias, dores de cabeça de diversas naturezas. Muitos pacientes tem a deserila como um remédio a se recorrer, mas agora, pela sua indisponibilidade de compra, podem precisar rever o seu esquema de tratamento.

A metisergida é encontrada no Canada, nos Estados Unidos com o nome de Sansert não é mais vendida. O problema da fibrose retroperiotoneal tão temida pelo uso prolongado da metisergida foi melhor entendido depois do advento da ressonância magnética, que mostrou não ser tão preocupante, a ocorrência muito rara, sendo um remédio seguro para ser prescrito. Outros derivados do alcalóide do ergot podem ser opção na substituição da deserila.

Se você tem CEFALEIA EM SALVAS e está desesperado com a falta da deserila não se preocupe, é perfeitamente possível um tratamento efetivo para a cefaleia em salvas sem a deserila.

Se você tem ENXAQUECA e sofre com a falta da deserila, procure um neurologista e retome o seu tratamento, muitas opções de remédios para enxaqueca existem.

Para marcar uma consulta com Dr Mario Peres, ligue para 2151-0110 (hospital albert einstein) ou 3285-5726 (centro de cefaleia)

3 Replies to “A Falta da Deserila (metisergida)”

  1. Dr. Mário sou paciente do Sr. E tomo deserila o que tomar agora já q não irão fabricar mais. Tenho cefaléia em salvas. Se puder me fala e logo marcarei uma nova consulta.
    Juliana Boigues Queroz Silveira
    Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.