Dor de Cabeça, Enxaqueca e intolerância à lactose

Dr Mario Peres, médico neurologista, escreve sobre a relação entre as dores de Cabeça, enxaquecas e a intolerância à lactose

Intolerância à lactose é frequente na população geral, é causada pela diminuição ou ausência da lactase, a enzima que converte a lactose (o tipo de açucar presente no leite  e derivados) em glicose. Esta impossibilidade de digestão geralmente ocorre em pessoas que não produzem a enzima lactase ou produzem-na em quantidade insuficiente para realizar a digestão da lactose. A lactose quando não digerida chega até o intestino grosso sem ser absorvida pelo organismo. Ela é fermentada por bactérias causando sintomas digestivos como diarréia (ou à vezes constipação), distensão abdominal, gases, náusea e sintomas de má digestão.

Não há ainda um consenso sobre o papel da intolerância à lactose e a presença de dores de cabeça, enxaquecas, cefaleias, mas vemos alguns casos que são diagnosticados através dos testes de intolerância à lactose e que podem se beneficiar com a suplementação da lactase.

Quando fazemos o teste, um curva glicêmica, que mede os níveis de glicose em jejum e após a ingesta de um preparado de lactose a cada 30 minutos, esperamos que aumente no mínimo 20 pontos da glicemia, a intolerância ocorre quando os valores são menores que estes.

Observamos se o paciente após o exame apresenta alguma crise de dor de cabeça, enxaqueca ou outra cefaleia, normalmente quando o exame é positivo, a pessoa sente sintomas digestivos, mas nem sempre apresenta dor de cabeça.

Gosto de pesquisar este aspecto nos meus pacientes, não adianta tirar o leite e derivados de todos os pacientes com enxaqueca, mas naqueles que tem intolerância comprovada vale a pena fazer um teste terapêutico.

Lembrando que o tratamento da enxaqueca é primariamente preventivo, com medicamentos e medidas não medicamentosas, saiba mais no ENXAQUECA TRATAMENTO

Para Marcar uma consulta com Dr Mario Peres, médico neurologista, pós-doutorado nos Estados Unidos, ligue para 11 3285-5726 ou 11 2151-0110 (Hospital Albert Einstein)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.